• Giraflor Store

Você gosta de cuidar da sua pele?




A cada ano que passa, o consumidor de cosméticos se mostra mais interessado em conhecer cada ingrediente dos seus produtos e muitas empresas especializadas em pesquisas, cada vez mais, procuram realizar testes com produtos estéticos e analisar o que realmente é saudável, e o que pode não ser. Antigamente a indústria da beleza não tinha quase nenhuma regulamentação, as empresas que produziam cosméticos estavam zero preocupadas com o que poderiam causar e os consumidores também não tinham essa preocupação... você já deve ter ouvido histórias do que a galera passava no corpo nos anos 80 não é mesmo? A Febre do bronzeamento artificial e etc...


Hoje, já existem diversas cooperativas e agencias no mundo que regulam a qualidade da produção de cosméticos. Porém, ainda não existe um órgão apenas para garantir que nenhum produto irá conter substâncias tóxicas para a pele ao longo prazo, e, embora existam regras para fabricações, ainda existem casos de empresas que utilizam produtos controversos, algumas vezes para baratear o custo e, outras, pela falta de conhecimento. Isso porquê o estudo sobre os ingredientes nesses produtos ainda é considerado recente, e sempre é atualizado com novas pesquisas, opiniões e estudos divergentes.


Porém, ao longo desses anos, em diversas pesquisas, alguns elementos químicos presentes em cosméticos foram apontados como responsáveis por reações de hipersensibilidade e alergias em determinados usuários, sendo recomendado que fossem evitados. Por isso, preparamos uma lista para você conhece-los e saber porquê não são os melhores ingredientes para o a sua pele.


Lembrando que estamos falando sobre aqueles produtos de skincare que compramos por conta própria em farmácias, mercados e na internet por ai sem darmos uma olhada nos rótulos não estamos falando de medicamentos, nem de produtos receitados por esteticista ou dermatologista beleza? 😉

Vem conferir a lista para você poder escolher melhor os produtos do seu dia a dia:


Parabenos sintéticos

Os Parabenos são compostos químico utilizados, principalmente como conservantes de cosméticos por ter ação antimicrobiana. Graças a sua repercussão negativa e elementos contraditórios em pesquisas cientificas sobre o seu uso, hoje, sua utilização não é tão alta, e quando utilizada, acaba sendo em baixa concentração.

A primeira grande polêmica sobre o uso de parabeno surgiu quando Routledge EJ et al. Divulgaram a pesquisa “Some alkyl hydroxyl benzoate preservatives (parabens) are estrogenic”, onde foi afirmado que o elemento químico contém atividade estrogênica e age com hormônios sexuais femininos, ou seja, seu uso excessivo pode levar ao surgimento de câncer de mama.

Já mais recentemente, em 2019, foi publicado pela revista Science o artigo “Science of The Total Environment”, onde foi afirmado que o uso dos parabenos em cosméticos a longo pode estar associado a desregulação hormonal, problemas genéticos, desregulação hormonal, envelhecimento celular acelerado, e câncer de mama.

Importante lembrar que o uso desse químico em baixa concentração não irá obrigatoriamente causar nenhum desses problemas, o alerta fica para produtos de cosméticos que concentram maior quantidade do que o devido para uso estético.

Formaldeído

Segundo o professor Adjunto no Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública, Jonathas Pereira, em seu artigo “Riscos Biológicos Associados a Cosméticos” para a Revista Analytica, testes clínicos com formaldeído comprovam a possibilidade desse elemento químico ser causador de dermatite quando presente em cosméticos utópicos. Os testes mostraram que, de 957 pessoas que usaram esse produto, 13% apresentaram dermatite alérgica causada justamente pelo formol.

O professor também indica que o elemento possuí características moleculares que podem causar riscos potenciais para o câncer. Já a Agência Internacional de Pesquisa do Câncer (IARC), considera o formaldeído tóxico e cancerígeno, desde 2004.

Mesmo que sejam em pequenas concentrações, é recomendado evitar seu uso, pois, em entrevista ao G1, a gerente-geral de Alimentos da Anvisa, afirma que o formol em pequena quantidade também representa risco à saúde já que a sustância não possui dose segura de exposição.

Chumbo

Para Jonathas Pereira (“Riscos Biológicos Associados a Cosméticos”), outro grupo de substancias para tentar a utilização são os metais pesados tóxicos, como o chumbo.

O autor lembra que, como não há uma única regulamentação especializada em cosmetologia altamente eficaz, alguns produtos de cosméticos, principalmente as vendidas como imitações, podem conter grandes quantidades de chumbo, elemento que pode ser minimamente absorvido pela pele e causar inflamações como; dermatite de contato e dermatite sistêmica.

Ftalato


O ftalato é classificado pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) como possivelmente carcinogênicos para humanos. Para o professor Jonathas Pereira, esse elemento que se encontra em várias embalagens plásticas, também pode ser encontrado em diversos cosméticos como; esmaltes, perfumes e produtos de cabelo, e sua alta exposição ao corpo pode alterar os níveis hormonais do usuário.

No Brasil, desde 2009, produtos como copos e garrafas podem conter no máximo até 1% de ftalato.

FONTES:


https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/9875295/


http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/05/formol-traz-risco-saude-mesmo-em-pequena-concentracao-diz-anvisa.html


https://www.tuasaude.com/formol-causa-cancer/


https://revistaquem.globo.com/QUEM-Inspira/noticia/2019/09/alerta-perigo-o-que-sao-petrolatos-e-porque-causam-riscos-para-saude-da-pele.html#:~:text=Voc%C3%AA%20j%C3%A1%20ouviu%20falar%20em,subst%C3%A2ncia%20nos%20produtos%20de%20beleza


https://revistaanalytica.com.br/riscos-biologicos-associados-a-cosmeticos/


https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2018/09/23/interna_ciencia_saude,707654/produtos-quimicos-em-cosmesticos.shtml


https://blog.jovempan.com.br/mulheresdapan/cosmeticos-organicos-x-sinteticos-entenda-as-diferencas/


https://www.lucasportilho.com/post/2020/01/10/a-nova-lei-para-banir-14-dioxano-de-cosm%C3%A9ticos-e-seu-o-impacto-no-brasil


https://revistaanalytica.com.br/pesquisa-avaliara-impacto-de-substancia-quimica-na-reproducao/


https://desformulando.com.br/2019/07/21/parabenos/


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo